Em Angola quais são as cores que caracterizam os táxis coletivos?

EM ANGOLA QUAIS SÃO AS CORES QUE CARACTERIZAM OS TAXIS COLETIVOS

Segundo a lei ou norma estabelecida, todos os táxis coletivos em Angola são caracterizados pelas cores azul e branca.

Contexto dos transportes públicos e serviço táxis em Angola #

Angola é um país com uma infraestrutura que deixa muito a desejar em termos de transportes públicos.  A maior parte da população nas capitais das províncias desloca-se diariamente usando táxis coletivos.

Em algumas províncias existem empresas de autocarros que operam em várias rotas definidas. Contudo, o estado dos autocarros é muito precário e muitas vezes ou usualmente, um número muito pequeno de autocarros operam nas cidades, não sendo possível aguentar a demanda da necessidade de deslocação das pessoas.

Embora já existem projetos em curso, nenhuma cidade angolana possui um sistema de metro que possa facilitar e agilizar a locomoção dos cidadãos. Nem metro, nem elétricos são uma realidade no país.

Existem também algumas empresas privadas que prestam serviços de táxi privado, mas estas praticam taxas muito elevadas e distante da realidade económica e do bolso da maior parte da população trabalhadora.

Mesmo que estivesse ao alcance, o número de táxis privados nas principais cidades como, por exemplo, de Luanda, Lubango e Benguela é muito ínfimo. Não chegaria para atender a demanda.

Por essa razão, quem não tem transporte pessoal, vê os serviços de táxis coletivos como a solução mais ideal e a de melhor custo-beneficio, para poder movimentar-se diariamente de um local para outro. Seja para deslocar-se ao trabalho ou para todas outras atividades normais.

O táxi coletivo, sendo considerado como a opção ideal de transporte pela maioria da população, muitas das vezes, por não se achar melhor opção, muitos passageiros sentem-se obrigados a viajar apertados em carros superlotados e em condições precárias de higiene e conservação do próprio veículo.

 

Caraterística Estética dos Táxis Coletivos em Angola #

Segundo a lei ou norma estabelecida, os táxis coletivos em Angola são caracterizados pelas cores azul e branca.

Além desta caraterística estética, nota-se que a preferência em marca e modelo vai para o Toyota Hiace.

Isto é facilmente notável, pois a maioria dos veículos licenciados para táxis coletivos são desta marca e modelo.

Embora haja alguma exceção e que não seja uma obrigação por parte das autoridades, o número de táxis de marca Toyota Hiace é superior ao de outras marcas.

 

Táxis não licenciados #

É possível também encontrar pessoas a fazerem serviços de táxis em veículos privados não licenciados para o serviço de táxi. Embora não autorizados pela autoridade responsável, estes “táxis” têm ajudado a suprir a demanda de movimentação dos cidadãos, principalmente nas horas de ponta.

Por não terem uma licença apropriada para o efeito, nem sempre é seguro servir-se dos serviços destes táxis.

Por isso é aconselhável estar sempre atento a alguns sinais e não entrar em carros privados que estejam a fazer serviço de táxis, mas que apresentam caraterísticas suspeitas.

Deve evitar-se entrar em carros com vidros fumados, carros de marcas e modelos caros ou de luxo (supõe-se que alguém que tem possibilidades de ter um veículo de luxo, não tem não necessidades de fazer biscatos de táxi), “taxi” com condutor usando bebidas alcoólicas, ou com condutor que alegadamente só quer levar (ajudar) mulheres, etc.

Não é aconselhável também pegar este tipo de “táxis” muito tarde a noite, a não ser que esteja muita gente na paragem para pegar o táxi ou, o seu bom senso e o contexto assegurem-lhe que deva fazê-lo.